Mulher de 40 anos é estuprada dentro da Delegacia e agressor é preso em flagrante

Foto: Reprodução/ Google

Uma mulher de 40 anos, funcionária da Delegacia Sede de Polícia em Guarujá, no litoral de São Paulo, foi vítima de um ato terrível de violência na última quarta-feira (21). De acordo com relatos, a vítima foi abordada dentro de sua própria sala de trabalho por um homem de 52 anos, que a agrediu e a violentou sexualmente.

O agressor, cujo histórico na delegacia já levantou alertas, foi preso no local pelos próprios policiais que ouviram os gritos desesperados da vítima. Segundo informações da Polícia, essa foi a terceira vez que o homem esteve nas instalações da delegacia.

Na primeira ocasião, na sexta-feira (16), colegas da vítima informaram que um desconhecido estava procurando por ela. Na terça-feira (20), o agressor abordou a funcionária no momento em que ela chegava à delegacia para trabalhar. Ela atendeu o homem em sua sala, quando ele entregou cartas de amor para ela, disse coisas sem sentido e foi embora do local.

O estupro ocorreu na manhã de quarta-feira (21), quando o agressor retornou à delegacia, invadiu a sala do profissional e cometeu o crime. A vítima, em seu depoimento prestado na própria delegacia do Guarujá, detalhou as agressões e os abusos sofridos, relatando a luta corporal que empreendeu contra o agressor.

Graças à pronta resposta dos policiais, que chegaram ao local ao ouvir os gritos de socorro, o agressor foi detido. Os agentes relataram que resgataram a vítima caída no chão, com objetos revirados, e o agressor sobre ela. O homem resistiu à prisão, sendo necessária intervenção física para contê-lo.

O delegado delegado determinou a prisão em flagrante do agressor, que foi encaminhado para a cadeia pública do Guarujá.

Por fim, leia mais O Mariliense

Veja também...

Rolar para cima