Motociclista de Aplicativo Acusado de Importunação Sexual contra Adolescente em Marília

Um motociclista de aplicativo está sendo acusado de importunação sexual contra uma adolescente de 14 anos em Marília. A placa da moto foi anotada e o acusado deverá ser intimado pela Delegacia de Defesa da Mulher para prestar depoimento.

O caso ocorreu ontem à tarde no bairro Palmital-prolongamento. Um menor relatou à polícia que pediu uma corrida de sua casa até o terminal urbano, onde posteriormente tomou um ônibus até a escola onde estuda.

No meio do caminho, o motociclista pediu à vítima que colocasse as mãos na sua cintura, alegando que era “para conduzir melhor a moto”. Depois disso, o motociclista teria cometido o ato de importunação.

Pelo histórico da ocorrência, o motociclista acabou levando a vítima até a escola, onde ela desembarcou e pagou pela corrida. Um adolescente se comparou à Central de Polícia Judiciária acompanhada do pai.

Ela informou que o acusado tem tatuagens nos dedos das mãos, sobre as duas mãos e na nuca. O caso foi registrado como importação sexual. A pena pode chegar a cinco anos de prisão.

 

Por fim, leia mais O Mariliense

Veja também...

Rolar para cima