Ministério Público do RS autua 65 estabelecimentos por preços abusivos; Galão de água era vendido a R$ 80

Foto: Divulgação/Ministério Público do Rio Grande do Sul

O Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) autuou pelo menos 65 estabelecimentos acusados ​​de praticar preços abusivos. Em uma das ocorrências, um galão de 20 litros de água foi vendido por R$ 80, gerando indignação entre os consumidores.

O órgão recebeu 680 denúncias de diversas partes do estado, das quais 315 foram investigadas. A maioria das reclamações veio de mercados e postos de gasolina, onde dois funcionários acabaram presos. A fiscalização também se estendeu a farmácias, empresas de caminhão-pipa e revendas de gás e água, com denúncias oriundas de cidades como Porto Alegre, Gravataí, Viamão, Cachoeirinha, Canoas e Alvorada, na Região Metropolitana.

De acordo com o promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, o alto número de reclamações motivou a criação de um canal exclusivo para denúncias de preços abusivos. “Percebemos que o consumidor precisa ter um canal rápido para denunciar quando se depara com um produto comercializado acima do preço, ainda mais nesse momento de crise”, afirmou o promotor em comunicado.

As denúncias podem ser feitas através do e-mail precoabusivo@mprs.mp.br , criadas especificamente para que os consumidores possam relatar casos de aumentos injustificados, especialmente após as enchentes que afetaram o Rio Grande do Sul.

Por fim, leia mais O Mariliense

Veja também...

Rolar para cima