Marília chora a perda do ícone do rádio Wilson Mattos, aos 90 anos

Foto: Divulgação

Neste domingo (10), a notícia do falecimento do renomado radialista Wilson Novaes Mattos, aos 90 anos de idade levou tristeza e nostalgia ao coração dos cidadãos marilienses. Mattos, uma verdadeira lenda do rádio no interior paulista, partiu após enfrentar dias de internação na Santa Casa de Marília devido a problemas respiratórios.

Nascido em 3 de setembro de 1933 em Bebedouro, Wilson Matos mudou-se para Marília ainda na infância, em 1941, estabelecendo laços profundos com a cidade que o acolheu. Sua trajetória no rádio teve início quando ainda era adolescente, na Clube de Marília, onde deixou uma grande marca  ao longo de mais de sete décadas de dedicação ao microfone.

Em 1989, em parceria com Abelardo Camarinha, adquiriu a Rádio 950 AM, contribuindo ainda mais para a riqueza da paisagem radiofônica local. Sua partida deixa um vazio palpável nos corações dos ouvintes de Marília e região, habituados com sua voz cativante e programas envolventes.

O corpo do estimado radialista será velado na Sala Master do Velório Municipal, a partir das 13h de hoje. O sepultamento está agendado para segunda-feira (11), às 10h, no Cemitério da Saudade, momento em que a comunidade se despedirá de um dos seus maiores comunicadores.

A Prefeitura de Marília emitiu uma nota de pesar pela partida de Wilson Matos, reconhecendo sua contribuição como um dos mais longevos e respeitados apresentadores do rádio mariliense. Sua presença na Comissão Organizadora dos Registros Históricos da Câmara Municipal e da Cidade de Marília evidencia sua importância não apenas no campo da comunicação, mas também na preservação da memória local.

Wilson Novaes Mattos deixa um legado inestimável não apenas na comunicação, mas na própria identidade de Marília. Sua voz, suas histórias e seu compromisso com a verdade e a informação continuarão vivos na memória de seus ouvintes, familiares e amigos.

Neste momento de despedida, Marília se une em homenagem a um dos seus filhos mais ilustres, celebrando uma vida dedicada ao rádio e à comunidade que tanto amou e serviu. Que sua voz ecoe eternamente nos corações daqueles que tiveram o privilégio de compartilhar seus momentos de inspiração e entretenimento através do rádio.

Por fim, leia mais O Mariliense

Veja também...

Rolar para cima